Sobre a loja

Jardim Etnobotânico - Medicinas naturais e sagradas. Plantas, ervas, incensos e cultivo de enteógenos e etnobotânicos.

Yopo (Anadenanthera peregrina) - Sementes

Código: WG7VJ44M5
Selecione a opção de Quantidade::
R$ 19,90
Comprar Estoque: Disponível
R$ 4,90
Comprar Estoque: Disponível
A partir de R$ 4,90
  • R$ 19,90 Deposito
  • R$ 19,90 Mercado Pago
  • R$ 4,90 Deposito
  • R$ 4,90 Mercado Pago
  • R$ 4,90 Deposito
  • R$ 4,90 Mercado Pago
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.
As sementes de Yopo (Anadenanthera peregrina), também conhecidas por Cohoba, Angico ou Paricá, são usadas tradicionalmente durante séculos pelas tribos indígenas da América do Sul, em seus rituais religiosos e espirituais, como rapé para comunicar-se com os espíritos. Esta comunicação permitia às tribos fazerem previsões e curar doenças da tribo. O Yopo vem sendo usado há 3000 anos. Não deve ser confundida com o angico-branco (Anadenanthera colubrina). O seu uso está bem documentado e expande-se a pelo menos 55 tribos indígenas. Também é utilizada de forma oral como um análogo da Ayahuasca. As sementes são moídas e ingeridas com um chá feito com o cipó Jagube (Banisteriopsis caapi) ou Arruda síria (peganum harmala). Esse ritual é praticado por índios e xamãs na Colômbia.
 
As sementes pretas destas árvores são secas, moídas e misturadas com cinzas ou com um pó á base de conchas moídas. Ao resultado desse rapé, os índios da selva de Orinoco, na Colômbia e Venezuela e os índios Yanomamis do Brasil, deram o nome de Yopo. Possivelmente, este era o mesmo nome dado pelos índios que habitavam a parte sul do Amazonas.
 
R$ 19,90
Comprar Estoque: Disponível
R$ 4,90
Comprar Estoque: Disponível
A partir de R$ 4,90
Sobre a loja

Jardim Etnobotânico - Medicinas naturais e sagradas. Plantas, ervas, incensos e cultivo de enteógenos e etnobotânicos.

Pague com
  • Mercado Pago
  • Depósito Bancário
Selos
  • Site Seguro

Jardim Etnobotânico - CNPJ: 18.488.615/0001-74 © Todos os direitos reservados. 2018